14º Conad Extraordinário: importância da eleição de Lula é destaque do primeiro dia

Cerca de 230 pessoas participaram neste sábado (12) do primeiro dia do 14º CONAD Extraordinário do ANDES-SN, que tem como tema “CSP-Conlutas: balanço sobre atuação nos últimos dez anos, sua relevância na luta de classes e a permanência ou desfiliação à Central". O evento reúne sindicalistas de 77 seções sindicais filiadas ao  ANDES-SN e acontece na sede da ADUnB-S.Sind, na Universidade de Brasília (UnB).

A abertura iniciou com apresentação cultural da mestra Martinha do Coco, artista popular, referência na cultura do Distrito Federal.

A mesa de abertura foi composta por representantes da Diretoria do ANDES, ADUnB-S.Sind., DCE/UnB, Fasubra, Sinasefe, Auditoria Cidadã da Dívida, Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico, União Nacional dos Estudantes (UNE), CSP-Conlutas e Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (Sintfub).

Nas falas, a vitória de Lula no segundo turno foi comemorada como um passo importante na luta contra o fascismo e a extrema-direita e na retomada da democracia no país.

Presidenta da ADUnB-S.Sind, Eliene Novaes Rocha, destacou a importância do Conad neste momento da conjuntura nacional, da luta por democracia e do momento de esperança que emana no país com a eleição de Lula. “Eleger o Lula foi muito importante, embora saibamos que não será fácil, mas derrotar Bolsonaro e o fascismo foi fundamental para a gente continuar lutando por melhores condições de vida, por uma universidade pública e gratuita para todas e todos”, destacou.

Em sua fala, a presidenta do ANDES-SN, Rivânia Moura destacou a decisão da diretoria do ANDES em apoiar Lula no segundo turno das eleições. ‘‘Entendemos que o mais urgente é derrotar a política fascista instaurada no Brasil. A decisão de apoiar Lula não fere os princípios do nosso sindicato pois temos a certeza de que continuaremos com autonomia e independência de classe para fazer o enfrentamento de classe em todas as conjunturas e contra todos os governos que atacam direitos da classe trabalhadora do nosso país”.

Conjuntura

Na tarde deste sábado (12), em pouco mais de três horas, delegadas, delegados, observadores e observadoras apresentaram textos (disponíveis no caderno de debates) e debateram sobre o tema 1 “atualização do debate sobre conjuntura do movimento docente”. Na análise geral, estiveram em pauta o fortalecimento do ANDES-SN, a eleição de Lula e os desafios para a defesa da democracia e a luta contra o fascismo, além do próprio tema do Conad Extraordinário.

Após os debates, a plenária seguiu para a praça Chico Mendes, onde foi realizado o ato “Defesa da Democracia e pela Luta Antirracista no Brasil: com Racismo, não há Democracia”.

Depois do Ato, as pessoas participantes do Conad Extraordinário se dividiram em grupos mistos para debate e deliberação do Tema II "Questões Organizativas – CSP-Conlutas: balanço sobre atuação nos últimos dez anos, sua relevância na luta de classes e a permanência ou desfiliação à Central". Esta foi a última agenda do primeiro dia.

No domingo (13), as delegadas e delegados participam da segunda plenária que tratará sobre a permanência ou desfiliação do ANDES-SN da CSP-Conlutas.

Participantes

O 14° Conad Extraordinário conta com a presença de 236 pessoas, sendo 71 delegados e delegadas, 126 observadores e observadoras, 31 diretores e diretoras, 8 convidados e convidadas.

Confira fotos da abertura aqui.

Publicado em 12 de novembro de 2022.

Fonte: Comunicação ADUnB-S.Sind
Compartilhe: